Evangelho de Sexta-feira, 24 de Julho de 2020

S. Mateus 27,1-10

"1De manhã cedo, os chefes dos sacerdotes e os anciãos do povo reuniram-se em conselho para combinarem como haviam de dar a morte a Jesus. 2E levaram-no preso para o entregarem a Pilatos, governador romano. 3Quando Judas, o traidor, viu que Jesus tinha sido condenado, encheu-se de remorsos e foi entregar as trinta moedas de prata aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos4E confessou: «Pequei ao entregar um inocente à morte.» Eles replicaram: «Que temos nós com isso? O problema é teu!» 5Então Judas atirou as moedas de prata para dentro do templo, depois afastou-se dali e foi-se enforcar. 6Os chefes dos sacerdotes pegaram nas moedas e disseram: «Como isto é preço de sangue, é contra a nossa lei deitá-lo na caixa das ofertas.» 7Tiveram pois uma reunião e resolveram comprar o Campo do Oleiro, a fim de servir de cemitério para estrangeiros. 8É por isso que esse campo se chama «Campo de Sangue», até ao dia de hoje. 9Assim se cumpriram aquelas palavras do profeta Jeremias: E pegaram nas trinta moedas de prata, o preço daquele que foi avaliado pelo povo de Israel10e deram-nas pelo Campo do Oleiro, conforme o Senhor me ordenou."