Relacionados

Newsletter




Evangelho de Segunda-feira, 14 de Setembro de 2020

S. João 11,55-12,8

"55Faltava pouco para a festa da Páscoa dos judeus e muita gente das aldeias ia a Jerusalém para as cerimónias da purificação, antes da Páscoa. 56Eles procuravam descobrir Jesus e perguntavam uns aos outros no templo: «Que vos parece? Acham que ele não vem à festa?» 57Os chefes dos sacerdotes e os fariseus tinham dado ordens para que, se alguém soubesse onde estava Jesus, os informasse para eles o prenderem. 1Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, onde vivia Lázaro, a quem ele tinha ressuscitado. 2Ofereceram lá um jantar a Jesus. Marta servia e Lázaro era um dos que estavam à mesa com Jesus. 3Apareceu então Maria com um frasco de perfume muito caro, feito de nardo puro. Deitou-o sobre os pés de Jesus e depois secou-os com os seus cabelos. E toda a casa ficou a cheirar a perfume. 4Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de atraiçoar, contestou: 5«Por que não se vendeu este perfume por trezentas moedas para distribuir pelos pobres?» 6Judas não disse aquilo por ter amor aos pobres, mas porque era ladrão, pois era ele que tinha a bolsa do dinheiro e roubava do que lá se metia. 7Mas Jesus declarou: «Deixem-na em paz! Isto que ela fez serve para o dia do meu enterro8Pobres, sempre haverá no vosso meio, mas a mim nem sempre hão de ter.»"