Relacionados

Newsletter




Evangelho de Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020

S. Lucas 10,25-37

"25Um certo doutor da lei, que queria experimentar Jesus, levantou-se e fez-lhe esta pergunta: «Mestre, que devo eu fazer para ter direito à vida eterna?» 26«Que diz a Escritura acerca disso?», respondeu-lhe. «Como é que a entendes?» 27E ele disse: «Ama o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a alma, com todas as forças e com todo o entendimento. E ama o teu próximo como a ti mesmo.» 28Jesus comentou: «Respondeste bem. Faz isso e alcançarás a vida.» 29Mas o doutor da lei, querendo justificar-se, tornou a perguntar: «E quem é o meu próximo?» 30Então Jesus contou o seguinte: «Ia um homem a descer de Jerusalém para Jericó. Caíram sobre ele uns ladrões que lhe roubaram roupa e tudo, espancaram-no e foram-se embora, deixando-o quase morto. 31Por casualidade, descia um sacerdote por aquele caminho. Quando viu o homem passou pelo outro lado. 32Também por lá passou igualmente um levita que, ao vê-lo, se desviou. 33Entretanto, um samaritano que ia de viagem passou junto dele e, ao vê-lo, sentiu compaixão. 34Aproximou-se, tratou-lhe os ferimentos com azeite e vinho e pôs-lhe ligaduras. Depois colocou-o em cima do seu jumento, levou-o para uma pensão e tratou dele. 35No outro dia, deu duas moedas de prata ao dono da pensão e mandou-lhe: “Cuida deste homem, e quando eu voltar pago-te tudo o que gastares a mais com ele.”» 36Jesus perguntou então ao doutor da lei: «Qual dos três te parece que foi o próximo do homem assaltado pelos ladrões?» 37E ele respondeu: «O que teve compaixão dele.» Jesus concluiu: «Então vai e faz o mesmo.»"