Relacionados

  • Reflexão 28-9-2020

    Medo "O medo não é um sinal da ausência de Deus. No nosso medo, encontramos antes a presença de...

  • Reflexão 26-9-2020

    Intercessão "A oração é uma das maneiras de restaurar a dignidade ao diminuído, ao último e ao...

  • Reflexão 25-9-2020

    Compaixão "A compaixão de Jesus também foi controversa. As maneiras como Jesus estendeu a mão...

  • Reflexão 24-9-2020

    Fidelidade "Assim como aqueles atletas a quem foi confiada a tocha olímpica para o seu pequeno...

  • Reflexão 23-9-2020

    Bênção "Mesmo se, pela graça, beleza e bondade que emanam da nossa vida e adoração a Deus, não...

  • Reflexão 22-9-2020

    Têmpora "Reverencie o seu corpo. O seu corpo é o edifício pelo qual entrou na vida, no qual foi...

Newsletter




7.º dia da Novena de Oração da Ascensão ao Pentecostes - "Venha o teu Reino" - 27-5-2020

Leitura:

Eis como nós podemos saber o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós; portanto, também nós devemos dar a nossa vida pelos nossos irmãos. Se alguém possui bens neste mundo e, vendo o irmão em necessidade lhe fechar o seu coração, como permanecerá nele o amor de Deus? Meus filhos, não amemos com palavras e discursos, mas com acções e com verdade. (1 João 3,16-18)

Reflexão:

Quando S. João diz “Meus filhos” está a dirigir-se a toda a gente, a todos os filhos de Deus. Ele diz que não devemos apenas dizer que amamos as pessoas se não estivermos a fazer nada que demonstre esse amor - que se tivermos bens materiais e não mostrarmos nenhuma compaixão para com nosso o irmão ou irmã - como é esse amor? Não quer isto dizer que essa seja a única maneira de amar o próximo, mas é uma maneira muito prática de amar as pessoas. Quão generosos somos como cristãos? Quão cuidadosos somos como cristãos? Quão hospitaleiros somos como cristãos, especialmente quando não é do nosso interesse? Se não agirmos, é quase como se pensássemos que merecemos estar numa posição melhor porque é somente pela graça de Deus que não estamos na posição do necessitado. O próprio Jesus diz: ‘Pois eu tive fome e deram-me de comer, tive sede e deram-me de beber, era peregrino e hospedaram-me, andava nu e deram-me que vestir, estive doente e visitaram-me, estive na cadeia e foram-me visitar.” Tudo o que fizermos com as pessoas, fazemo-lo como se de Cristo se tratasse.

Oração:

Deus amoroso, obrigado pelo Teu tão valioso amor. Por favor, ajuda a que os meus cinco amigos entendam algo da força do Teu amor por eles. Ajuda-nos a usar bem o nosso dinheiro. Amém.

Acção:

Procura maneiras em que possas usar o que já tens para ajudar outros hoje.

https://www.youtube.com/watch?v=-ULwlIefm3M&feature=youtu.be

https://www.youtube.com/watch?v=Wtkq1A8gpZM&feature=youtu.be